Share Button

A ASA (Advertising Standards Authority), órgão independente que cuida da regulamentação dos padrões publicitários no Reino Unido, começou uma investigação em cima de No Man’s Sky depois de várias pessoas reclamarem que o jogo foi divulgado e promovido de maneira mentirosa.

De acordo com o site Eurogamer, a investigação circula em volta do material de divulgação utilizado na página do jogo no Steam, que contém detalhes, imagens e vídeos de coisas que você não encontra dentro do game.

Ainda segundo o site, o órgão tem o poder de retirar de circulação materiais publicitários os quais julgarem que vão contra seu código de conduta, prevenindo que apareçam novamente. Se a Hello Games se recusar a cumprir a determinação, ela pode impor sanções, como por exemplo pedir para sites de busca removerem todas as propagandas pagas relacionados ao produto em questão.

A investigação já está em andamento e uma das pessoas que apresentou as queixas comentou no Reddit sobre disso, dizendo que tanto a Valve quanto a Hello Games já foram contatadas pela ASA para esclarecimentos a respeito. Ela também divulgou uma lista com as reclamações usadas para abertura desta investigação, com aspectos do jogo que a página no Steam dá a entender que estão nele mas na verdade não estão, como o design da interface, batalhas espaciais de larga escala, tamanho das criaturas, qualidade dos gráficos, entre outros.

A Hello Games informou recentemente que continua trabalhando para melhorar No Man’s Sky mas ainda não se pronunciou sobre esta investigação movida contra seu jogo. A Sony e a Valve também ainda não comentaram a respeito.