Share Button

O dia dos pais “está aí” e nada mais justo que explorar a relação com essa pessoa tão importante em nossas vidas no mundo dos games, não é mesmo? Para isso, selecionamos uma categoria de pai diferente para cada jogo. Sem mais delongas, vamos a lista!

The Last of Us – “Brigas e amor” 

Começando com um dos jogos mais bonitos do PS3 , o The Last of Us é muito lembrado pela relação entre Joel e a Ellie, mesmo ele não sendo o pai biológico dela.

Inicialmente ambos possuem um relacionamento complicado, só que ao longo da história isso vai se desconstruindo. Talvez o jeito apático e “bruto” de Joel tenha a ver com a morte prematura da filha biológica antes dos acontecimentos do game, tornando-o introspectivo.

O interessante é que o enredo não entra no melodrama, cafona, brega ou qualquer outra palavra designada para algo “de mal gosto”.

Bonito, triste e envolvente, The Last of Us tinha que estar nessa lista.

The Walking Dead: Season 1 – “Pai é quem cria”

Um dos mais emocionantes dessa lista, The Walking Dead da já extinta (infelizmente) Telltale mostra a história da Clementine, uma criança que sobreviveu a um apocalipse zumbi, e o Lee, outro sobrevivente que já é adulto e acaba cuidando dela.

A relação de ambos é muito semelhante a de pai e filha e, a medida que vão se passando os episódios, os dois vão ficando mais próximos. Passa a sensação de que um amor fraternal surge devido a aproximação de ambos.

Cuidado só com a reta final para não cair nas lágrimas!

God of War – “Pai ausente, mas ama o filho” 

E se Lee não é o pai biológico de Clementine, mas a trata como uma, o extremo oposto acontece com Kratos. God of War de 2018 trouxe a público o filho do “Deus da Guerra”, Atreus.

O interessante é que, mesmo sendo um jogo violento, a equipe de desenvolvimento deu uma boa diminuída no “gore” de Kratos comparado aos outros games da série justamente pela presença de seu filho.

O paradoxo é que o protagonista sempre foi um pai ausente e  é demonstrado em vários momentos a falta de intimidade entre ambos. Um conflito entre o lado “troglodita e violento” característico da personalidade de Kratos e seu lado paterno que deve proteger seu filho .

Heavy Rain – “Pai deprimido” 

“Você é a melhor coisa que já aconteceu em minha vida. Quero que saiba que, aconteça o que acontecer, eu te amo mais do que tudo no mundo”

Talvez Ethan Mars seja um dos pais mais sofredores dos games e, sem dúvidas, levou muitos jogadores às lágrimas graças a sua trágica história de vida.

Dois anos antes do game, seu filho mais velho, Jason, morreu em um acidente de carro, levando-o a desenvolver um quadro de depressão profunda.

Para complicar mais ainda sua história, ele se separa da esposa após este episódio e fica distante de seu filho caçula, Shaun. Na atualidade, este último é sequestrado, sendo o “pontapé” para o jogo começar.

Dependendo das escolhas do jogador, você pode ter um dos desfechos mais deprimentes dos games ou um final feliz. Na humilde opinião deste jornalista que vos escreve, este é um dos melhores roteiros do mundo dos games.

Valiant Hearts – “Pai que foi lutar na guerra”

Por falar em jogos emocionantes, Valiant Hearts se passa na primeira guerra mundial e tem um dos desfechos mais “pesados”.

Durante a reta final, o protagonista envia uma carta a sua filha em uma das circunstâncias mais injustas e tristes do mundo dos games, que não diremos mais aqui para evitar spoilers.

Simplesmente jogue!

Aproveitando a oportunidade, deixe nos comentários como é a relação com seu pai! Desses da lista, qual relação você mais se identifica? Que tipo de pai é você?