Share Button

Quem ainda pensa que videogame é coisa de criança já pode começar a mudar os seus conceitos. Ao menos é o que sugere o estudo da empresa de consultoria The Nielsen Company ao afirmar que a maioria dos videogames está instalada nas salas de estar das casas americanas.

Com isso, o levantamento mostra que, após agregarem mais elementos multimídias como reprodução de DVD/Blu-ray, locação de filmes online, integração com redes sociais e até transmissão de eventos esportivos, os videogames se tornaram uma espécie de gerador de divertimento familiar. Além disso, os controles com sensor de movimentos inaugurados pelo Wii foram um dos grandes responsáveis pela integração maior da família nos videogames, graças aos controles fáceis e amigáveis.

De acordo com o estudo, a sala de estar acomoda cerca de 50% de videogames localizados na casa, sendo que deste percentual, o Wii lidera com 59% de utilização em relação aos outros cômodos, seguido pelo PlayStation 3, com 45%. O Xbox 360 é o terceiro, com 42% em relação aos outros locais.

O segundo cômodo da casa que mais possui videogames é o quarto das crianças, com 19%. Deste total, o Wii conta com apenas 14%, em segundo aparece o PlayStation 3, com 16%. O líder de preferência nos quartos é o xbox 360, com 28%. Outro cômodo a contar com boa atuação dos videogames é o quarto principal, geralmente utilizado pelo casal, com 10%.

Por fim, outros locais da casa foram citados, como o porão, com 7%, e demais cômodos, como escritório e outros quartos e salas, com 4%. Curiosamente, o estudo indica ainda que há americano jogando videogame até na cozinha, com 1%.