Share Button

Na história do grandioso Red Dead Redemption 2, os Pinkertons são uma agência de detetives que caçam a gangue Van der Linde. No mundo real, por sua vez, eles também existem desde o longinquou ano de 1850, e realmente não gostaram da retratação antagônica, sem a devida prévia permissão legal, que a Rockstar deu para sua agência.

Com o nome real de Pinkerton Consulting & Investigations, a agência processou a desenvolvedora do também famoso GTA, assim como a Take-Two Interactive em Dezembro de 2018. Eles querem que as empresas paguem um valor pelo uso não-autorizado do seu nome histórico, ou, caso queiram, que paguem royalties por cada cópia do jogo vendida – independentemente do console.

A Take-Two, por sua vez, se defende usando a Primeira Emenda dos Estados Unidos da América. Eles afirmam que “Pinkerton” é um nome que se enquadra no contexto histórico do seu jogo – sendo que outros já usaram o nome em questão, pois até uma música de Elton John (Ballad of a Well-Known Gun) utilizou sem problemas jurídicos posteriores.

O desfecho desta história ainda não sabemos, porém, a Rockstar já possui grande experiência em lidar com questões jurídicas. O caso mais recente foi quando a atriz Lindsay Lohan perdeu um processo no qual alegava uso de imagem indevido no famoso GTA V.

De toda forma, Red Dead Redemption 2 está disponível para Xbox One e PS4.