Share Button

O chefe de marketing do Xbox, Aaron Greenberg, comentou durante entrevista com o canal What’s Good Games a respeito da lucratividade do Xbox Game Pass.

De acordo com Greenberg, o serviço não é muito lucrativo, pois a Microsoft começou ele há pouco tempo. Ele informou que os investimentos que a empresa está fazendo no Game Pass hoje podem ser dispendiosos no curto prazo, mas acabarão dando resultado no futuro, caso tudo dê certo.

“Nós sempre rimos [quando ouvimos isso]. Por favor, não se preocupe conosco,” disse Greenberg sobre as pessoas preocupadas de que a Microsoft estaria perdendo dinheiro no Xbox Game Pass. “A Microsoft vai ficar bem. Nós vamos conseguir – acho que vamos ficar bem.”

Greenberg explicou que a Microsoft está focando em entregar valor aos consumidores, mesmo que isso signifique lucrar menos no curto prazo. Tanto que recentemente a empresa incluiu o Project xCloud ao serviço sem custo adicional, bastando que o usuário assine o Xbox Game Pass Ultimate.

Conforme bem apontado pelo analista Serkan Toto, pelo fato da Microsoft ser uma das poucas empresas trilionárias que existem, conseguindo lucrar US$ 120 milhões diariamente, ela consegue oferecer algo como o Xbox Game Pass.

Esses números de receita e lucro permitem que a Microsoft ofereça assinaturas do Xbox Game Pass por apenas US$ 1 (ou R$ 1 no Brasil), para garantir que mais pessoas conheçam o serviço e eventualmente continuem a usá-lo. Isso ajudou a base de usuários a ultrapassar a marca de 10 milhões.

Phil Spencer, chefe do Xbox, disse várias vezes ter orgulho do apoio que recebe do CEO, Satya Nadella, e da CFO, Amy Hood, que no final são quem decidem sobre os investimentos feitos pela empresa. Ambos estão claramente confiantes no Game Pass.

Via GameSpot