Share Button

Se você viveu sua juventude nos anos 90, provavelmente assistiu a uma porção de animações japonesas durante as tardes na TV aberta brasileira. Entre os vários desenhos que se destacaram, um que fez muito sucesso por aqui foi Super Campeões, que contava a história do menino prodígio do futebol japonês, Tsubasa Ozora e que recentemente ganhou uma nova versão, com 52 episódios e cuja estreia ocorreu em 2018.

Captain Tsubasa: Rise of New Champions é o novo jogo inspirado na série desenvolvido pela Tamsoft e publicado pela Bandai Namco. Desde o primeiro trailer deu para ver que a proposta foi trazer um jogo de futebol bem arcade, focado na diversão com elementos que são icônicos do anime, como os chutes extravagantes dos jogadores.

Pedra, Papel, Carrinho

A jogabilidade do Captain Tsubasa é bem única e não se preocupou muito nem com todas as regras do esporte bretão nem com as imposições da simulação que são marcas dos títulos de futebol no mercado.

Bem nos moldes clássicos dos antigos arcades, a bola aqui não é um ente independente, com física própria, estando sempre colada a um jogador. Para tomá-la você terá que dar um carrinho que o oponente pode evitar pressionando um botão de drible. Para definir quem vence, os status de cada jogador entram em cena, mas no geral quem está com a bola tem a vantagem. Isso, claro, até acabar o seu “espírito”, que é uma barra amarela que fica em cima da cabeça do personagem e vai se esgotando ao correr e driblar. Cada ação drena um pouco desta barra. É quase uma série de pedra, papel e tesoura constante mas com alguns elementos que dão mais profundidade aos embates.

Essa lógica também se estende aos chutes e goleiros. Mesmo na cara do gol, superar um goleiro com um único chute é praticamente impossível. O goleiro também tem uma barra de espírito que vai sendo drenada a cada chute e só se recupera quando ele leva um gol ou quando o juiz apita o fim do primeiro tempo. Quanto menor o espírito do goleiro e mais potente o chute do jogador, maiores as chances de gol.

Para dar uma variação nas jogadas, é possível utilizar uma série de técnicas. Driblar dois jogadores em sequência, por exemplo, ativa uma pequena animação. Nesse período, já é possível carregar a barra de chute, que leva um tempo para ser carregada, te dando a oportunidade de finalizar. Cruzamentos seguidos de chutes de primeira, divididas que exigem pressionar botões e uma barra de especial que potencializa a recuperação do seu time completam o leque de opções que o jogo oferece.

Com animações duronas e meio travadas, especialmente na condução de bola dos personagens, a experiência se perde um pouco por conta do visual. Contra times melhores, o jogo costuma ficar meio travadão no meio de campo e revela que os sistemas não estão muito balanceados. No entanto, não deixa de ser uma experiência divertida e que pode tomar um bom tempo de quem for jogar.

Seja o novo campeão 

O conteúdo do jogo é bem interessante, com vários meios para se divertir tanto online quanto jogando sozinho. No modo jornada, para um jogador, é possível escolher entre duas campanhas: o episódio Tsubasa e o episódio do Herói. Já no modo online você pode escolher entre partidas ranqueadas de liga ou confrontos simples e casuais.

No episódio do Tsubasa você vai jogar viver uma temporada com o Tsubasa Ozora, defendendo o time do colégio Nankatsu, onde ele estudou durante o ensino médio. É uma campanha feita para ensinar a dinâmica do jogo e serve como um tutorial com profundidade. Além disso, é possível conhecer aqui os principais personagens do anime, como o atacante do chute de tigre, Hyuga.

Já o episódio Herói, é onde a equipe da Tamsai gastou a maior parte do seu tempo. Aqui é possível criar o seu próprio personagem no anime, com atributos próprios, aparência com diversas possibilidades de cosméticos e até mesmo a posição que você quer jogar no time. Você também pode escolher uma entre três escolas para ser o seu primeiro time: Academia Toho, Colégio Furano e Colégio Musashi.

Com o desenrolar das partidas, seu personagem vai ganhando mais atributos para distribuir, melhorando assim sua técnica, chutes e dribles. Novas habilidades e movimentos podem ser aprendidos ao aumentar o nível de amizade com os jogadores dos outros times. Por fim, é possível chegar até a seleção do Japão e disputar um torneio com seleções do mundo inteiro, incluindo o poderoso Brasil.

A distribuidora Bandai Namco já prometeu mais episódios que vão chegar com o tempo. Então o conteúdo ainda deve se expandir mais. O que faz sentido, já que o personagem criado pelo usuário pode ser levado para outros modos, como o online, e fica em constante evolução.

Para aqueles mais saudosistas, que querem fã service, é possível liberar diversos trechos do anime original, animações clássicas dos personagens e até cenas inéditas feitas só para o jogo. Tudo isso apenas jogando, completando desafios e desbloqueando tudo de forma natural, como nos velhos tempos.

Há ainda um modo de edição para fazer o seu time dos sonhos. Nele é possível editar tudo, desde o uniforme até os jogadores que farão parte da equipe. Depois é possível carregar esse time para jogar com amigos no modo online.

Para fechar com chave de ouro, todo o conteúdo está legendado em português do Brasil, algo bem raro em jogos japoneses de nicho. A escolha talvez tenha sido pela nossa paixão pelo futebol e o sucesso que o anime fez por aqui. Deu certo, porque deixa com ainda mais vontade de continuar jogando.

Se por um lado a qualidade do jogo não chega na excelência esperada, na questão de conteúdo Captain Tsubasa dá um show e deve entreter os fãs.

Muitos problemas no PC

Se você planeja comprar esse jogo no PC, pode se preparar para solucionar uma infinidade de problemas. Para quem tem um computador mais potente e vai jogar com mais taxas de quadros por segundo (fps), é preciso travá-la em até no máximo 60 fps, caso contrário o jogo dobra e as vezes até triplica de velocidade, ficando impossível de jogar.

O modo tela cheia simplesmente tira todos os textos das suas caixas e como o modo janela não é o ideal, precisei utilizar um programinha chamado Bordeless Window para transformar o modo janela em janela sem bordas, que chega mais perto da almejada tela cheia, mas sem a taxa de atualização alta do monitor.

Diversos outros contratempos, alguns inclusive fazendo o jogo dar “pau”, estão acontecendo e sendo relatados por quem está jogando, o que deixou a média de aprovação do título bem baixa no Steam – apenas 59% de aprovação no momento da elaboração desta análise.

A Bandai disse que está ciente dos problemas, tendo relatado todos eles em uma postagem na plataforma da Valve e revelou que está trabalhando para consertar todos eles o quanto antes.

Conclusão     

Captain Tsubasa: Rise of New Champions é um futebol arcade descompromissado, com diversos probleminhas, mas que é divertido e ganha um extra pelo carisma dos personagens clássicos do anime. O conteúdo é bem extenso e vai entreter os fãs por um bom tempo, tanto no modo online quanto para um jogador. O ponto mais negativo é a quantidade enorme de problemas na versão para PC, que devem (espero) ser solucionados nas próximas semanas.

Prós

  • Conteúdo extenso
  • Simples, mas divertido
  • Personagens carismáticos e icônicos
  • Legendas em português brasileiro

Contras

  • Gráficos e animações bem abaixo da média
  • Jogabilidade às vezes é truncada demais
  • Problemas sérios no port para PC

Nota: 7,5