Share Button

Clu Clu Land

Seguindo a cartilha de muitos jogos dos anos 80, Clu Clu Land é mais um daqueles games bem simples de jogar, porém com um bom nível de dificuldade e uma diversão rápida e descompromissada.

Recuperando o tesouro roubado

Os Bubble-Fishe, chamados de Groopy, partem ao reino dos ouriços Urchins em uma missão audaciosa e que somente eles tiveram a coragem de assumir, recuperar o tesouro roubado por seus eternos vilões.

Com essa premissa, somos jogados em vários cenários em busca das moedas roubadas pelos ouriços, em um jogo divertido e com um bom nível de dificuldade. O jogo consiste em arenas fechadas, com vários polos (pequenas bolinhas espalhadas pelo cenário) necessários para seus Groopys se agarrarem e conseguirem fazer curvas, revelando também entre os polos os tesouros roubados, que nada mais são que moedas. Basicamente essa será a preocupação do jogador, com alguns empecilhos para tornar a jogatina mais desafiadora, como os Urchins, que matam seu Groopy caso você encostar-se a um deles, além dos pequenos redemoinhos azuis, que também leva uma vida do jogador caso caia dentro dele; só é possível passar pelo redemoinho caso esteja agarrado em um polo. Outro fator que ajuda para aumentar a dificuldade é o tempo, que começa em 800, mas avança em contagem regressiva rapidamente, e se zerar os jogadores perdem uma vida; ao passar as fases seus Groopys também ficam mais velozes, ficando mais difícil controlá-los.

Para lidar com a ameaça dos incômodos ouriços, o jogador pode soltar uma onda sonora que, ao acertar um dos Urchins, deixa-os com uma aparência alaranjada, permitindo que o jogador possa esmagá-los contra as paredes da arena, tirando-os da ação durante um curto espaço de tempo. Fora isso, temos algumas variações, como elásticos escondidos em alguns pontos do cenário e fazem seu Groopy rebater neles e alguns itens, como frutas que aparecem aleatoriamente durante a jogatina e garantem pontos extras, além de alguns que trazem benefícios ao jogador, a bandeira que garante uma vida extra (são cinco vidas no início do jogo) e um relógio, que congela os inimigos do cenário por alguns segundos.

É um jogo simples, como explicado, mas que demanda certo tempo para acostumar com a movimentação de sua criaturinha, já que controlá-la com precisão é uma tarefa que exige prática e reflexos rápidos. As moedas formam desenhos nos cenários e sempre costumam variar entre si para não tornar o jogo previsível, então a cada nova partida é preciso descobrir onde elas estão escondidas nos diversos cenários, que variam em tamanho e formatos, com mais ou menos armadilhas. Há também alguns cenários bônus, com várias moedas a coletar.

No fim das contas, Clu Clu Land é um jogo bem divertido para jogar, aquele tipo de coisa para descontrair em um domingão parado e o modo multiplayer ajuda bastante também, já que encarar os encrenqueiros espinhosos na companhia de um amigo é bem hilário, principalmente pelo fato de que os groopys podem se chocar, mudando a direção de ambos e deixando a jogatina mais divertida com uma competição para ver quem consegue catar mais moedas; inclusive, temos como sabotar nossos amigos jogando os contra armadilhas e inimigos.

Gráficos na média

Assim como a jogabilidade, os gráficos e sons de Clu Clu Land são bem simples, porém com a velha e conhecida competência da Nintendo. Os Groopys e Urchins são bem trabalhados, com muitos pixels para conferir alguns detalhes, como os olhos e boca dos personagens, além de serem bem coloridos, como os cenários, dando mais vida e um ar de diversão descompromissada. As arenas (ou ilhas, como preferir) são bem simples, variando em formas e tamanhos, e buscam trazer desenhos diferentes a cada nível, porém inevitavelmente acabam se repetindo depois de um tempo, já que são poucos.

Os sons também são bacaninhas, inclusive com alguns efeitos sonoros “emprestados” de outros jogos, como de Ice Climber. As trilhas sonoras deixarão os gamers veteranos com um bom ar de nostalgia, principalmente com a característica música de entrada de cada fase, que apesar de não ser um primor técnico é bem alegre e combina bem com a temática do jogo.

No geral, podemos dizer que Clu Clu Land traz um trabalho competente, o suficiente para atingir sua meta que é apenas apresentar uma diversão rápida, divertida e com gráficos agradáveis.