Share Button

Divulgação

Em uma recente entrevista, a artista conceitual sênior da CD Projekt RED, Marthe Jonkers, respondeu a uma série de perguntas sobre o aguardado Cyberpunk 2077.

Uma das questões era relacionada às representações de gêneros dos personagens. Jonkers respondeu que a inclusão é uma prioridade para o título, o que levou a uma discussão sobre a criação de personagens e a remoção das opções pré-definidas de masculino e feminino em favor de uma nova gama de personalizações sem gênero.

Queremos que você sinta-se livre para criar qualquer personagem que desejar“, disse, explicando que os jogadores não selecionarão mais seu gênero na criação de personagens.

Os primeiros vídeos divulgados mostraram a tela de criação de personagens com os corpos “M” ou “F”. Em vez disso, os jogadores escolherão um tipo de corpo – não ficou claro se haverá mais de dois tipos de corpos ou simplesmente removeram a classificação.

Ainda de acordo com Jonkers, quando os jogadores escolherem seu tipo de corpo, eles poderão escolher uma voz. Haverá apenas duas vozes para escolher, uma masculina e outra feminina, que podem ser misturadas e combinadas. Além das opções sem gênero, Jonkers diz que outras opções de personalização foram expandidas, como tons de pele, tatuagens e penteados. “Nós realmente queremos dar às pessoas a liberdade de criar seu próprio personagem e jogar da maneira que elas querem“.

Nós apenas queremos saber em que podemos melhorar, porque queremos fazer algo muito bom e queremos fazer um jogo em que todos se sintam à vontade para jogar”, disse ainda.

Cyberpunk 2077 será lançado em 16 de abril no PC, PS4 e Xbox One.