Share Button

Nesta semana a DICE divulgou no site oficial de Battlefield 1 que eles estão bem empenhados em eliminar os cheaters do multiplayer. Nos últimos 6 meses eles trabalharam de perto com a equipe do FairFight, para detectar e remover ainda mais trapaceiros do que antes. Em outubro, por exemplo, foram mais de 8500 contas e as ocorrências de trapaça diminuíram, mas ainda estão empenhados em melhorar as ferramentas internas do jogo.

Outra melhoria, ainda relacionada ao sistema, é que eles irão condensar os banimentos combinados das últimas 24 horas em uma única postagem no jogo, enviada de poucas em poucas horas. Também foi comentado que está ocorrendo reclamações de jogadores que foram banidos incorretamente, mas eles estão confiantes de que “os nossos métodos detecção trazem resultados precisos”

Os desenvolvedores de trapaças podem estar tentando manipular a opinião dos jogadores em relação a ferramentas antitrapaça, e fazer com que desenvolvedores de jogos sejam obrigados a revelar informações sobre os processos de detecção.

Um equívoco comum em relação ao FairFight é o de que jogadores de maior habilidade possuem maior chance de serem penalizados devido às suas estatísticas de partida superiores. Isso é incorreto; não é possível banir alguém apenas por ter habilidade.

Lembrando que caso o jogador não seja um cheater e tenha sido banido ele pode entrar em contato com a produtora através deste link.

Battlefield 1 está disponível para PC, Xbox One e PS4.