Análises

Dota 2

Share Button

Dota 2

Dota é um jogo estilo MOBA, que nasceu como uma modificação feita por fãs de Warcraft III e acabou por se tornar um dos jogos on-line de mais jogados na época, persistindo até os dias atuais. Após uma longa disputa entre a Valve e Blizzard pelos direitos de produzir a sequência – não tratarei sobre esse assunto na análise –, a criadora de Half-Life conseguiu chegar a um acordo e contratou a equipe que desenvolveu o jogo original Dota, agregando-os a sua equipe para produzir a então continuação, liberada para o público na modalidade Free-to-Play há poucas semanas atrás.

Apresentação de gala

Um dos pontos que evoluiu muito durante a fase de testes foi a apresentação do jogo e não estou me referindo aos gráficos em si, mas sim a organização dos menus, que ficaram mais práticos e ágeis.

O menu principal do jogo, por exemplo, contém boas opções, desde as postagens do blog oficial de Dota 2, como também informações sobre novas atualizações e as mudanças e correções provenientes da mesma, guias de heróis e itens, loja virtual e a aba da comunidade.

O jogo tem ainda outros aspectos que complementam a apresentação geral, como por exemplo, pequenas histórias sobre cada herói, explicando em alguns casos suas origens e outras curiosidades. Não é o foco do jogo e é longe de ser o suficiente para mostrar um enredo ou história por trás de Dota 2, mas são extras bem vindos e, como dito anteriormente, ajudam a complementar a apresentação geral do jogo.

No mais, vale citar algumas novidades bacanas, como a Chat Wheel, extremamente útil durante as partidas, já que ao acionar a tecla referente a mesma, um pequeno menu circular aparece com mensagens úteis para seus aliados.

Loja Virtual

Antes de entrar na parte da jogabilidade do jogo em si, é preciso reforçar e esclarecer as dúvidas a respeito das microtransações presentes no jogo. Diferente de alguns jogos do gênero, que receberam o “carinhoso apelido” de “Pay-for-Win”, que seria traduzido como “pague para vencer”, a loja virtual de Dota 2 em momento algum funciona dessa maneira, vendendo mais itens e equipamentos cosméticos e, itens que dão vantagens sem influenciar diretamente nas partidas; como por exemplo o Battle Bonus, que apenas aumenta a quantidade de pontos de experiência que o jogador vai ganhar para seu perfil em Dota 2 toda vez que vencer ou perder uma partida.

Grande parte dos itens vendidos são equipamentos para modificar a aparência dos heróis de Dota, podendo comprar partes específicas como armas e escudos ou até mesmo um set completo, sendo que alguns deles foram feitos pela comunidade de Dota 2. Há outros tipos de itens, citando os diferentes tipos de Courier (um útil bicho que leva os itens comprados na shop para os heróis em qualquer lugar da arena), mudar a aparência das Wards e diferentes tipos de Keys, que abrem os mais diversos baús que os jogadores recebem como recompensa após vencer uma partida ou subir sua conta de nível.

Não é necessário gastar dinheiro (R$) em Dota 2 para competir em pé de igualdade com os demais jogadores e, com o sistema de recompensas após subir o nível de sua conta ou vencer partidas, além dos eventos diversos que acontecem em datas comemorativascomo Natal e férias de verão – é possível angariar muitos itens bons e até mesmo alguns raros, afastando a necessidade de gastar dinheiro na loja para personalizar seu herói, deixando tudo a “gosto do freguês”; compre se quiser e quando quiser.

Viciante e estratégico

De modo geral, os MOBA’sou Action RTS – nada mais são que um subgênero dos jogos de estratégia em tempo real, sem os recursos de administração de base ou exército, ou seja, cada jogador se preocupa somente com seu herói. Normalmente, o campo de batalha é apenas uma grande arena, que é divida em duas partes iguais para cada time como um campo de futebol, onde cada equipe tem algumas torres protegendo o caminho para sua base e, há os famigerados creeps, que são unidades básicas que atacam a base inimiga de tempos em tempos. O objetivo é simplesmente avançar até a base de seu inimigo e destruir uma estrutura em específico.

Com a breve introdução acima, é fácil explicar o funcionamento de Dota 2, começando pelas peculiaridades da arena. O campo de batalha é divido em três caminhos principais, que são denominados lanes, e todos eles levam a base inimiga e seus respectivos anciões. As lanes se dividem em Top, Mid e Bot. Cada lane contém três torres ao longo de seu caminho (três torres para cada time), além das torres presente na base e, os creeps avançam por esses caminhos a fim de chegar a base inimiga e, consequentemente ao ancião.

Além das lanes, ambos os times possuem pontos importantes em suas partes da arena, como as Jungles, áreas com creeps neutros que são importantes para angariar recursos extras e praticar emboscadas aos heróis adversários (unidades neutras dão mais ouro que as unidades básicas dos times), além das lojas secretas e o covil de Roshan, um gigantesco e poderoso creep que dropa itens extremamente úteis, como o Aegis que possui uma carga e revive seu herói caso o mesmo caia em batalha; o item expira depois de um tempo caso não seja usado. Vale manter vigilância no rio que divide a arena, já que há dois pontos que nascem runas que garantem vantagens diversas, como invisibilidade ou aumento no dano por um curto período de tempo.

Estar atento sobre as peculiaridades da arena de Dota 2 é requisito básico para todos os jogadores e, mais importante que isso é vigiar essas áreas, usando as Wards que permitem aos jogadores visualizar uma pequena área em volta da mesma; a famosa fog (fumaça) está presente em Dota 2 também. Também é preciso estar sempre atento aos heróis adversários, algo fundamental caso queira vencer as partidas de Dota 2, pois um herói que não esteja defendendo ou atacando nenhuma das lanes pode estar na Jungle coletando ouro para comprar itens mais fortesessa técnica denomina-se farming – ou até mesmo preparando emboscadas, que quando bem planejadas são fatais.

Esse fator coloca em cena outro importante aspecto de Dota, que é a comunicação entre os integrantes do time. É preciso sempre anunciar, por exemplo, que o herói adversário está ausente em uma das lanes ou até mesmo pedir ajuda de seus companheiros, como o clássico Ganking, que nada mais é que tentar emboscar os adversários em suas lanes. Por exemplo, normalmente as lanes extremas – bot e top – contam com dois heróis, mas por vezes é possível executar um gank com o herói que protege a mid-lane, fazendo um 3×2 contra os heróis inimigos, um movimento simples, mas fatal na maioria das vezes.

O caminho para a vitória também passa pela sincronia do time, união e equilíbrio dos heróis; este último fator irei explicar mais adiante. Times que costumam ter jogadores unidos e solidários, com cada um executando sua função sem “vaidade ou estrelismo” tendem a sair vitoriosos, já que as partidas de 5 vs 5 não abrem espaços para atitudes “ala Rambo”, beneficiando sempre o trabalho em equipe.

Aliado ao forte apelo para o trabalho em equipe, temos ainda uma enorme lista de heróis, com características, atributos e habilidades únicas e outra lista enorme de itens para comprar na Shop, que garantem novas formas de abordar os inimigos como também fornecem vantagens para seus heróis, como provocar mais dano, maior resistência a danos e assim por diante. Com tudo isso, as partidas de Dota 2 são sempre dinâmicas e diferentes uma das outras, além da enorme quantidade de possíveis estratégias, que apenas são limitadas pela criatividade dos próprios jogadores.

Heróis, peculiaridades e gameplay

Assim como vários Mobas, Dota 2 possuí uma gigantesca lista de heróis para escolher, sendo que cada herói é único, exigindo a compra de itens diferentes durante as partidas e modos de jogar diferenciados.

Os heróis em Dota são divididos primeiramente por seus atributos principais, que são Strength, Agility e Intelligence; Força, Agilidade e Inteligência. Dito isso, cada herói possui skills (Habilidades) que tiram vantagens de seus atributos principais e, normalmente cada herói possui quatro diferentes habilidades, sendo que uma delas é denominada “Ultimate” – ou apenas ult aos mais experientes – que são as habilidades mais fortes/úteis de seus heróis.

Além das skills, os heróis possuem uma ou mais características específicas além de terem um nível de eficiência em cada uma dessas características medida em estrelas, sendo que o máximo de estrelas é três. Essas características únicas devem ser balanceadas e bem exploradas nas partidas, como por exemplos os heróis com a Durable como características, que são normalmente chamados de Tank, já que conseguem resistir à bem mais danos e costumam servir de proteção para os heróis mais fracos. Há muitas outras dessas características, como Support, Carry entre outras, sendo fundamental ter conhecimento de todas elas além de balancear o time na hora escolher os heróis, evitando que o time tenha cinco heróis com a mesma característica; um time formado somente por heróis do tipo Carry terá muitas dificuldades durante a partida e dificilmente vencerá contra um time equilibrado.

Complementando isso, temos ainda a Shop, com outra lista gigantesca de itens que é possível comprar para seu herói, que pode carregar no máximo seis itens. Esses itens variam em preços e utilidades, desde poções básicas para recuperar Mana e Hpteletransportes, itens que garantem novas habilidades, aumento de atributos e assim por diante. Para os novatos é realmente complicado assimilar tudo isso, porém a Valve amenizou esse problema, com a sessão de “Itens sugeridos” para as diversas etapas do jogo, com uma seleção de itens para comprar no início, meio e fim do jogo, além de alguns essenciais. Essas seleções são comumente chamadas de Builds e a comunidade gamer disponibiliza uma lista enorme de diferentes tipos de builds para os heróis, que ainda se dividem em vários estilos de jogos, seja você um jogador que gosta de causar danos ou que gosta de “farmar”; é possível selecionar diferentes tipos de builds durante as partidas.

Controlar os heróis tendo que considerar todos esses aspectos, tanto das arenas quanto dos heróis não é uma tarefa fácil e exigirá treino e perseverança, principalmente no começo quando são poucos os jogadores que estão dispostos a te auxiliar no seu aprendizado. Por sorte, a única dificuldade mesmo estará no aprendizado de todos os elementos que compõem Dota 2, já que os controles são práticos e utilizam muito bem a combinação teclado/mouse, com algumas configurações pré-definidas, eficientes e confortáveis para atender os mais variados gostos, não tirando do jogador a possibilidade de definir suas próprias configurações de botões. Jogar Dota 2 é tão natural e prático quanto jogar um jogo de estratégia, então quem costumava brincar com Warcraft, Command & Conquer, Age of Empires e outros jogos do gênero não terá muitas dificuldades em assimilar os comandos de Dota.

Com os controles práticos e depois de ter ganhado certa experiência em Dota 2, tudo começa a se tornar muito divertido e, usar as diferentes habilidades para matar os heróis inimigos é muito gratificante e empolgante, principalmente quando você consegue encaixar uma perfeita combinação de habilidades, levando no processo a morte de um ou mais heróis inimigos. As partidas costumam durar algo em torno de 30 a 60 minutos e algumas são épicas, cheias de reviravoltas e, ao contrário do que muitos jogadores pensam, é possível sim dar a volta por cima em situações adversas, mesmo nos estágios finais do jogo que dão pouca margem de sucesso para quem está perdendo; já vivenciei isso várias vezes.

Gráficos e sons

Tecnicamente, Dota 2 está em um bom nível, com gráficos que usam o conhecido efeito de cell-shading. Graças a isso, é possível apresentar vários elementos bem trabalhados e bonitos visualmente sem deixar o jogo pesado, tornando-o flexível e acessível a todos.

As modelagens seguem o padrão de qualidade da Valve, sempre bem feitas e contam com boas texturas, garantindo inúmeros detalhes para os heróis, creeps, equipamentos e cenário. As animações também são bem feitas, com vários quadros, permitindo que os heróis se movimentem com naturalidade, mesmo na hora de usar golpes especiais. Os demais efeitos são bem produzidos, como luz e sombra, fumaça e fogo, água, tudo esta lá em boa qualidade e, como dito anteriormente, tudo feito sob medida para que todos possam aproveitar Dota 2 com bons gráficos. Destaque fica para o trabalho no visual das habilidades dos heróis, principalmente os “ults”, que contam com alguns dos efeitos mais bonitos do jogo.

A trilha sonora segue a já conhecida linha da Valve, aparecendo somente em momentos chaves para dar mais emoção às lutas. Isso da oportunidade para que os efeitos sonoros brilhem, mostrando a competência de sempre da empresa norte-americana, com sons bem trabalhados, desde os efeitos sonoros diversos a dublagens dos heróis e de momentos específicos, como quando um herói mata em sequência vários heróis e você escuta as famosas “quake sounds”, presentes em vários jogos como Counter Strike e Unreal.

Menção Honrosa

Vale citar uma menção honrosa a tradução de quase todos os textos de Dota 2 para o português do Brasil. Durante toda a fase beta houve melhorias nas traduções e, é evidente que está longe de ser perfeito e ainda precisa de melhorias que virão através de atualizações, mas já ajuda bastante quem não tem afinidade com o inglês.

Também destaco os diferentes modos de jogo, que divertem bastante e dão uma boa variedade ao game, como o Captain’s Mode onde cada time “bane” alguns heróis da partida e o Least Played, que somente disponibiliza heróis com os quais os jogadores menos jogam.

Curva de aprendizado

Finalizando, é bom citar a altíssima curva de aprendizado. Para iniciantes as primeiras experiências de Dota 2 podem ser excruciantes, uma vez que eles costumam apanhar de todos os lados; apanham para a complexidade de Dota 2, apanham para os jogadores dos times adversários e apanham até mesmo de seu próprio time, já que a grande maioria dos jogadores não tem paciência para orientar os iniciantes.

A fim de facilitar a vida de quem está começando e tentar amenizar o conturbado início de aventura em Dota 2, a Valve trouxe vários elementos interessantes, como um guia dos heróis no menu principal, explicando em detalhes suas habilidades e características, assim como um guia de itens e um sistema de missões, que ensina fundamentos básicos e importantes. Treinar com os bots também ajuda bastante os novatos a irem se familiarizando com tudo e há ainda uma opção que será implementada, que permitirá jogar partidas com tutores.

Além disso, a comunidade de Dota 2 traz muitos materiais de aprendizado nos fóruns e até mesmo no blog oficial do jogo. Tudo isso ajuda a amenizar e muito o começo conturbado de Dota e garante que qualquer um possa chegar a um bom nível de competitividade depois de um tempo de treino, claro, contando que os jogadores estejam dispostos a estudarem todo esse material.

 

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo