Share Button

Em setembro, a ASA (Advertising Standards Authority), órgão que cuida da regulamentação dos padrões publicitários no Reino Unido, começou uma investigação em cima de No Man’s Sky depois de 23 queixas terem sido abertas a respeito da página do jogo no Steam, dizendo que a publicidade feita lá não condizia com a realidade.

As reclamações diziam que as fotos e vídeos de divulgação do game na plataforma da Valve não representavam fielmente aquilo que os jogadores iriam encontrar no jogo, no que diz respeito aos gráficos, combate em larga escala, maneira que as naves voam e o modo como os animais se comportam.

A ASA afirmou, baseando-se na declaração da Hello Games, que No Man’s Sky é um jogo gerado proceduralmente, ou seja, a experiência do jogador muda a cada jogada. Devido a isso, chegaram a conclusão de que as fotos e vídeos não deturpam o jogo devido ao seu conteúdo ser gerado de maneira procedural.

A investigação completa da ASA pode ser lida neste link.

Via DSOGaming