GamesNotíciasr7

Marvel’s Avengers e Guardians of the Galaxy devem perder prioridade após negociação entre Square Enix e Embracer

Começamos a semana com a notícia de que o Embracer Group comprou da Square Enix os estúdios Eidos e Crystal Dynamics por US$ 300 milhões, uma verdadeira pechincha se levarmos em consideração que ela pagou US$ 1,3 bilhão pela Gearbox.

A compra levantou a questão sobre o que será feito com os jogos Marvel’s Avengers e Guardians of the Galaxy, que haviam sido licenciados pela Marvel à Square Enix.

Conforme apontado pela Forbes, o Embracer Group disse que os jogos que já foram publicados (o que inclui esses dois) fazem parte da negociação, mas jogos futuros iriam precisar de um novo acordo com a detentora das licenças (Marvel), e a aprovação para isso ainda não foi obtida.

Aparentemente o foco da compra destes estúdios pelo Embracer Group é reviver IPs clássicas famosas, então parece improvável que a prioridade seja continuar lançando conteúdo para Marvel’s Avengers para além daquilo que já foi anunciado ou então desenvolver uma sequência de Guardians of the Galaxy, que foi elogiado pela crítica e jogadores mas vendeu abaixo do esperado.

Atualmente a Crystal Dynamics está trabalhando em um novo Tomb Raider na Unreal Engine 5 e ajudando a Microsoft com Perfect Dark, e essas duas coisas muito certamente continuarão ocorrendo após a aquisição ser concluída.

A Eidos, por outro lado, pode ser usada para trabalhar em um novo Deus Ex ou então ressuscitar IPs como Thief e Legacy of Kain. Qualquer uma dessas hipóteses parece mais sensata do que um Guardians of the Galaxy 2 após a venda para o Embracer Group.

Felizmente os fãs da Marvel não precisam se preocupar, pois há outros estúdios fazendo jogos baseados nas franquias dela. A Insomniac está trabalhando em Spider-Man 2 e Wolverine, enquanto que a 2K Games e a Firaxis estão desenvolvendo Midnight Suns.

Artigos relacionados