Share Button

Spider-Man

Logo após a conferência da Sony, o diretor criativo, Bryan Intihar, falou mais sobre o jogo na cobertura ao-vivo do YouTube.

O mundo do jogo cobre uma “Manhattan espalhada” e você pode se balançar com as teias e ir onde quiser o quanto desejar. Isso foi feito com a ideia de que “nenhum obstáculo deva estar no seu caminho”. Os elementos de parkour se adaptam a cada situação.

O combate é descrito com o termo “improviso acrobático” e combina lutas no chão e no ar, as teias, o cenário e até mesmo dispositivos para lhe dar a sensação de que você está realmente se movimentando para la e para cá rapidamente dentro da área de batalha.

O Aranha no jogo é Peter Parker, que tem 23 anos e já vem atuando como Homem-Aranha há algum tempo. Ele acabou de se formar na faculdade e conseguiu um emprego, e tem de debater-se com os afazeres da vida pessoal enquanto combate o crime.

O trailer apresentado mostra uma parte bem inicial do jogo, onde ele já derrotou um inimigo e uma nova gangue surgiu, os “Inner Demons”, que estão em busca de conquistar o território deste primeiro inimigo derrotado pelo Aranha. São liderados por Martin Li (Senhor Negativo), alguém conhecido por Peter Parker.

Intihar mencionou que há “uma grande história” e que Peter Parker representa a si mesmo “realmente bem” dentro do jogo.

“È uma história do homem por trás da máscara tanto quanto o homem dentro dela, e Peter é parte importante da experiência, seja na história ou na jogabilidade.”

O jogo não terá relação alguma com o filme Spider-Man: Homecoming. Insomniac queria fazer seu próprio jogo do Aranha e a Marvel topou a ideia.

Por último, o título estava rodando no PS4 Pro em 4K no trailer que foi apresentado na conferência da Sony. Quem estiver na E3 poderá jogar ver o game com HDR também. Spider-Man será lançado em 2018.

God of War

O diretor, Cory Barlog, falou mais sobre o game após a conferência da Sony, na cobertura ao vivo do YouTube.

Com a janela de lançamento se aproximando, ele quis mostrar mais do jogo e dar às pessoas a sensação de como a jornada de Kratos será, reforçando a relação entre seu filho Atreus e ele, abrindo o mundo e mostrando mais do combate.

O barco visto no trailer pode ser controlado e será usado ao longo do jogo, que tem uma grande ênfase em exploração. O jogador tem a habilidade de descobrir mais a medida que se move através do mundo e o barco é uma das maneiras que permite a ele se locomover.

O jogo não é de “mundo aberto” e ainda é bastante focado na narrativa, mas Barlog queria dar aos jogadores a ideia de estarem em um ônibus de turismo e poderem sair dele quando bem quisessem para explorar e daí voltarem assim que quiserem.

O mundo do game será “muito violento e muito grande”, e acredite se quiser, mas o trailer mostrado na conferência era do jogo rodando no PS4 padrão e não no Pro. O objetivo é deixar o game ainda mais bonito no Pro.

O machado de Kratos é sua principal arma, enquanto que o arco do filho lhe dá suporte. A cooperação entre ambos é o estilo de luta deles.

Apesar da equipe já poder jogar o game do começo ao fim, ainda há “uma longa estrada pela frente, mas está ótimo”, de acordo com Barlog.

O diretor também não disse o que acontecerá com a Serpente do Mundo (foto), mas ele citou que é algo “inesperado”. Trata-se de um amigo e não de um inimigo.

Sobre os quebra-cabeças que sempre apareceram na franquia, sim, eles também estarão presentes no novo game.

God of War sairá no início de 2018.

Via DualShockers (2)