Curiosidades

Videogame melhora a visão?! Saiba 5 coisas BOAS que os games fazem comprovado pela ciência

Todo gamer já ouviu sobre a “influência negativa” que os jogos podem ter em relação a violência, influência, ou o fato de ser uma pessoa sedentária, geralmente não apontando nenhum estudo e indo puramente no “achismo”. No entanto, diversos estudos foram feitos ao longo do mundo comprovando o contrário: se bem usado, o videogame pode ser uma poderosa ferramenta para estimular sua inteligência, raciocínio e outros. Duvida? Confira 5 coisas BOAS que os cientistas descobriram sobre os games.

1.  Jogos de FPS melhoram a visão

Um estudo publicado no The New York Times conduzido pela psicóloga Daphne Maurer mostrou que pessoas com algum tipo de deficiência visual após serem expostas a horas de jogos de FPS, tiveram melhoras, seja enxergando melhor com o olho que tinha problemas, ou com os dois. Ela concluiu também que os jogadores tinham mais habilidades de enxergar com precisão pequenos detalhes, assim como coisas em contraste menor (alguém em um ambiente mais escuro, por exemplo).

2. Videogames são benéficos para quem sofre de estresse ou depressão

Um artigo publicado pelo Headstuff mostra que quando uma pessoa joga videogame, duas partes do cérebro entram em constante estimulação: uma responsável por objetivos e motivações, e a outra é o hipocampo, responsável pela memória e aprendizado. Curiosamente, pessoas com depressão tendem a ter um “encurtamento” dessas regiões que são trabalhadas justamente quando se joga games.

Uma das coisas boas é que você obriga seu cérebro a resolver enigmas, procurar algum tesouro ou alguma forma de “passar de fase”, você ativa o sistema de recompensa do seu cérebro e há liberação de um neurotransmissor chamado dopamina, que dá sensação de felicidade quando você completa algo.

3 . Videogames são ótimos para NÃO estimular violência

Ao contrário da crença popular que perdura até hoje (não tanto quanto no passado, felizmente), os videogames têm o efeito oposto do tanto que ele é condenado: eles DESESTIMULAM a violência.

Um estudo publicado em 2013 pelo British Medical Journal, avaliou diferentes tipos de estímulos em 11.000 crianças ao longo de 10 anos, concluiu que os videogames “não exercem nenhum efeito negativo nas características individuais da criança, como comportamento e atenção, nem ajuda a desenvolver doenças emocionais. A mesma conclusão vale para meninos e meninas”. Não foram detectadas oscilações de humor, dificuldade de interação social, e nenhuma relação desse meio com ações violentas.

A socióloga da Universidade de Southern California, Karen Sterheimer, que pesquisa o assunto desde 1999, diz que associar a violência dos jovens com os videogames é leviano, já que desconsidera diversos fatores que influenciam, de fato, no comportamento deles.

4. Crianças que jogam games tendem a solucionar problemas com mais facilidade e ter mais habilidades sociais

Um estudo conduzido pela Associação Americana de Psicologia concluiu que uma das coisas boas que os games proporcionam as crianças é o fato de dar maior capacidade de resolver problemas. Além disso, elas tendem a ser mais criativas do que as que não jogam. Além disso, aquelas que jogam online tendem a possuir mais habilidades sociais e são melhores em fazer trabalhos em equipe na vida real.

5 . Melhora o foco e a concentração 

Uma pesquisa publicada pelo canal Game Designing mostrou que os jogadores de videogame tendem a ter maior capacidade de se concentrarem em seus afazeres quando comparado aos que não jogam.

Vale a velha recomendação: nada em exagero é bom. Jogar videogame demais pode causar prejuízos a sua saúde, mas se jogar com moderação, pode ser uma poderosa ferramenta para melhorar várias habilidades.

Artigos relacionados