Share Button

Sem dúvida, a maior das apostas, atualmente, são em jogos mobile. Isso porque, além do baixo custo para a produção de minigames, eles se tornam febre muito facilmente. Outro fato que colabora para que cada vez mais pessoas acreditem no potencial desses jogos é a quantidade de pessoas que estão conectadas a essas plataformas.

Pesquisa realizada pelo IBGE em 2018 revelou que mais de 50% dos brasileiros, ou seja, 138 milhões de brasileiros possuíam smartphones. Atualmente, esse número pode ser muito maior, visto que a cada dia mais e mais pessoas estão conectadas, assim como se desenvolvem políticas de inclusão digital.

No entanto, não se sabe ao certo quando tudo começou, porém muitos jogos marcaram um período em que todos pareciam adotar algum jogo, fosse pelas redes sociais, ou pelo “app” do game.

Altos lucros com Jogos Mobile

Para se ter uma ideia do potencial econômico dos jogos mobile para as empresas de game, Arena of Valor (https://www.arenaofvalor.com/), um MOBA, gerou uma receita de 4.2 bilhões em 1 ano. Outros sucessos milionários das plataformas mobile são Pokemon GO e Fortnite, o segundo sendo inclusive um dos maiores sucessos de lançamento da história, pois faturou 100 milhões de dólares em apenas três meses após sua estreia.

Arena of Valor

Outro sucesso que também, surpreendentemente, ultrapassa a casa do bilhão em receita é Candy Crush, febre entre os gamers de redes sociais gerou uma receita de 1.5 bilhão de dólares em 2018. Mesmo já tendo se tornado um grande clássico de Tetris, com níveis um tanto quanto desafiadores para os amantes do gênero, é um game simples.

Não é preciso entender de desenvolvimento de jogos para notar a diferença entre os jogos de mobile citados acima com a complexidade de alguns jogos para consoles que em sua grande maioria não se tornam grandes sucessos e não chegam nem aos pés da margem de lucro que os games para mobile, por mais simples que sejam conseguem alcançar.

Ou seja, não se trata apenas de lucros, mas também de riscos. Pois, uma equipe para criar um jogo com roteiro elaborado, assim como gráficos e jogabilidade inovadora gera custos muito altos e nem sempre pode se mensurar o retorno.

Por isso, empresas como a Nintendo tem aproveitado o sucesso dos games para mobile para aumentar a popularidade de suas franquias, ao invés de querer obter mais lucros, mesmo assim, em 2018 a empresa faturou quase meio bilhão com os jogos mobile.

Investimento crescente em Jogos Mobile

É possível prever, portanto, que cada vez mais investimentos surjam para esse nicho por parte da indústria de games. Tanto por parte de quem quer ganhar reconhecimento como desenvolvedor de jogos, quanto para as empresas que querem garantir o sucesso e popularidade de suas apostas.

Sendo assim, todos os jogos que forem lançados vão ter suas versões para mobile. Sejam minigames que utilizam parte da história e dos personagens para entreter os fãs e atiçar a curiosidade para conhecer a franquia completa, ou então jogos online que utilizam o mesmo servidor independente da plataforma.

Um exemplo disso é Hearthstone, cardgame da Blizzard, cuja plataforma para mobile e PC pode ser acessada com o mesmo usuário e progredir com a conta seja qual for o meio que se escolha para jogar.

Hearthstone

Outro ponto muito importante que colabora para os altos números dos jogos mobile é a facilidade de pagamento. Por algum motivo, as pessoas tendem a confiar muito mais em seus smartphones do que em seus PCs, por isso, é mais comum que já tenham seus cartões de crédito cadastrados. Além disso, por estar sempre perto das mãos, o jogo acaba sendo acessado muito mais constantemente por um Smartphone do que pelo PC.

Os melhores jogos mobile em 2018

Os jogos mais bem avaliados em 2018 foram listados pela Google e também pelos seus usários. Você pode conferir a lista abaixo dos jogos mobile mais bem sucedidos e populares.

PUBG Mobile

Warhammer Age of Sigmar: Realm War

Arena of Valor: 5v5 Battle

Shadow Fight 3

Lineage2 Revolution